Redacção: Equipa da Biblioteca Escolar | Design Gráfico: Carla Gaspar | Edição n║ 2 | Abril 2009

.....................................................................................................................................................................

Terminado o 2║ período, fazemos um balanço do que de significativo se passou na Biblioteca e projectamos futuras acções.

Uma pequena conquista! Já é possível consultar o catálogo online da nossa biblioteca, que está disponível no site da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE). A partir de agora, torna-se mais fácil pesquisar os recursos da BE. Basta clicar na palavra Catálogo, acedendo a http://www.mosteiroecavado.net/siteBECRE/paginas/biblioteca1.htm

Esta modalidade só tem um senão: é necessário, periodicamente, actualizar a base de dados. É, todavia, um passo em frente. Em breve, um passo maior!

Março foi um mês profícuo em leituras. Leram-se e analisaram-se as obras dos escritores que nos visitaram, e promoveram-se actividades decorrentes das leituras efectuadas em articulação com o Departamento de Línguas. Preparou-se a Semana da Leitura, a (Sobre)mesa de leituras, em parceria com a Associação de Pais, que contou com o concurso “Leitura de Poesia” bem como com uma demonstração do Clube de Dança.

Esta foi, de facto, uma iniciativa que aproximou mais os alunos, os professores e os pais.

Fica aqui uma nota de imenso agrado por termos acolhido mais de 80 pais, na biblioteca .

 

......................................................................................................................................................................

A LEITURA - UM BEM DE PRIMEIRA NECESSIDADE - UM COMPROMISSO INTERDISCIPLINAR

 

«Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar decisões face à complexidade do mundo actual, para exercer uma cidadania activa, é indispensável dominar a leitura. Determinante no desenvolvimento cognitivo, na formação do juízo crítico, no acesso à informação, na expressão, no enriquecimento cultural e em tantos outros domínios, é encarada como uma competência básica que todos os indivíduos devem adquirir para poderem aprender, trabalhar e realizar-se no mundo contemporâneo.»

 

in Programa do PNL

.....................................................................................................................................................................

 

Acordar, ser na manhã de Abril
a brancura desta cerejeira;
arder das folhas à raiz,
dar versos ou florir desta maneira.


Abrir os braços, acolher nos ramos
O vento, a luz, ou o que quer que seja;
Sentir o tempo, fibra a fibra,
A tecer o coração de uma cereja.


........... Uma cerejeira em flor, Eugénio de Andrade

 

PARTILHA. COLABORAÇÃO. ARTICULAÇÃO. PARTICIPAÇÃO. RELACIONAMENTOS

O QUE ADQUIRIMOS

 

Departamento de Ciências Exactas e Experimentais

Grupos e Simetria, David W. Farmer

Matemática Divertida, Philip Cárter e Ken RussellNós e Superfícies, David W. Farmer e Theodore B.Stanford

Pensa num Número, Johnny Ball

Salvemos a Terra, David de Rothschild

Enciclopédia da Ciência Genes & ADN, Anna Claybourne

Corpo Humano, Robert Winston

Anatomia e Fisiologia do Corpo Humano + DVD, Steve Parker

Guia do Corpo Humano, Richard Walker

Falemos de Sexualidade, Luís Borràs

Adolescentes Como Nós, Jenifer Moore-Mallinos

Super Adolescente: Ter Bom Aspecto, Rosemary Catolfi Salvani

Super Adolescente: Fica em Forma, Helen Grethead

Super Adolescente: Tu És Aquilo Que Comes, Felícia Law

Sou Um Adolescente, Núria Roca

A,B,C das Áreas Protegidas de Portugal, Pedro Castro Henriques

 

Departamento de Ciências Humanas e Socias

Filmes em formato DVD
Série Completa de 6 DVD's

 

 

Departamento do 1║ Ciclo

CD-ROM

 

O QUE RECEBEMOS

 

Da Associação de Pais

Histórias Tradicionais Portuguesas: João Grão de Milho e Rato do Campo, Rato da Cidade; Adivinha do Rei e Filho do demónio; Livro com Cheiro a Baunilha, A Vida Nas Palavras de Inês Tavares de Alice Vieira

O Gorro Cinzento; Dentro de Mim; A Princesa e o Sapo; Pico no Dedo de Ana Saldanha

Olá, eu sou um livro! de Rui Grácio, As caretas da lua; Os livros que gostam de contar histórias de Fátima Éffe

Do Parque Nacional da Peneda-Gerês e Parque Natural do Litoral Norte

Monografias, folhetos informativos, mapas, desdobráveis e posters

Da Manuela Ribeiro

Feminino Singular de Sveva Casati Modignani

Códigos de Silêncio de Ana Paula Almeida

O Décimo Círculo de Jodí Pícoult

Maré de Azar de Mark Mills

Textos com Educação de Eduardo Sá

Da Carolina Rei

DVD Kung-Fu Panda

 

O QUE SUGERIMOS

LER+ autores estrangeiros

O velho que lia romances de amor de Luis Sepúlveda

António José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis, a respeitar os animais que a povoam, mas também a caçar e descobrir os trilhos mais indecifráveis. Um certo dia resolve começar a ler, com paixão, os romances de amor que, duas vezes por ano, lhe leva o dentista Rubicundo Loachamín, para ocupar as solitárias noites equatoriais da sua velhice anunciada. Com eles, procura alhear-se da fanfarronice estúpida desses «gringos» e garimpeiros que julgam dominar a selva porque chegam armados até aos dentes, mas que não sabem enfrentar uma fera a quem mataram mataram as crias.

Descrito numa linguagem cristalina e enxuta, as aventuras e emoções do velho Bolívar Proaño há muito conquistaram o coração de milhões de leitores em todo o mundo, transformando o romance de Luis Sepúlveda num "clássico" da literatura latino-americana.

Deixamos um cheirinho do 1║ capítulo neste do áudio – livro do site da MHIJ Editores, disponível em: http://mhij.pt/audiolivro/o-velho-que-lia-romances-de-amor/

A vida de PI de Yann Martel

Vencedor do prémio Man Booker. - «Depois do naufrágio de um navio de carga, um único bote salva-vidas permanece a flutuar à superfície do agreste oceano Pacífico. A tripulação do barco consiste numa hiena, um orangotango, uma zebra com a perna partida, um tigre de Bengala e Pi Patel, um rapaz indiano de 16 anos de idade. O palco está preparado para um dos mais extraordinários fragmentos de ficção literária dos últimos tempos. Um romance com tão rara e assombrosa habilidade para contar histórias que, como diz uma das personagens, talvez faça o leitor conseguir acreditar em Deus.»

A quinta dos animais de George Orwell

«À primeira vista, este livro situa-se na linhagem dos contos de Esopo, de La Fontaine e de outros que nos encantaram a infância. Tal como os seus predecessores, Orwell escreveu uma fábula, uma história personificada por animais. Mas há nesta fábula algo de inquietante. Classicamente, atribuir aos animais os defeitos e os ridículos dos humanos, se servia para censurar a sociedade, servia igualmente para nos tranquilizar, pois ficavam colocados à distância, «no tempo em que os animais falavam», os vícios de todos nós e as sua funestas consequências. Em A Quinta dos Animais o enredo inverte-se. É a fábula merecida por uma época – a nossa época – em que são os homens e as mulheres a comporta-se como animais.»

O Rapaz de pijama às riscas de John Boyne

Vencedor dos prémios Children’s Book of the Year e o Listener’s Choice Book of the Year - «Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…»

LER+ quem nos visitou

Contos e Lendas de Macau de Alice Vieira e ilustrações de Alain Corbel

Lendas e toadas do nosso povo singelo de Ana Saldanha e ilustrações de Daniel Silvestre e Silva

 

LER+ para intervir

Leituras de Abril

Romance do 25 de Abril de João Pedro Mésseder
25 de Abril de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
A Europa passo a passo de Jean-Benoit Durand
Histórias e Lendas e da Europa de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
7X25 Histórias da Liberdade de Margarida Fonseca Santos e Inês do Carmo

 

LER+ poesia

As árvores e os livros

As árvores como os livros têm folhas,
E margens lisas ou recortadas,
E capas ( isto é copas ) e capítulos
De flores e letras de oiro nas lombadas

E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».

É evidente que não podes plantar,
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.

 

Herbário de Jorge Sousa Braga e ilustrações de Cristina Valadas

(Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças 2000)

O QUE FIZEMOS  
O QUE PROJECTAMOS

A SEMANA DA LEITURA

Encontros com os escritores:

Alice Vieira 12 de Março- 2║ciclo
Rui Grácio 18 de Março -1║ ciclo
Fernando Pinheiro 19 Março – EFA 3
Ana Saldanha 24 de Março – 7║ e 8║ anos

(Sobre)mesa de leituras – Concurso de “Leitura de poesia”
Concurso Nacional de Leitura para os alunos do 3║ ciclo
e participação na 2¬ fase distrital.

Concurso “Ano Darwin” com base na exposição dinamizada pela professora Raquel Malheiro com apoio da professora Dolores Leite.


A Semana da BD

 

Apoio na exposição 25 de Abril a cargo do Departamento de Ciências Humanas e Sociais e na dinamização da Semana da Europa promovida pelo mesmo Departamento, em articulação com o Departamento de Línguas, num cruzamento de temáticas e abordagens europeias.

Comemoração do Dia do Livro e do Autor

A avaliação do domínio B da BE – Leitura e literacias. Maio foi o mês escolhido pela comissão de avaliação interna para a aplicação dos questionários, quer aos alunos quer aos professores.

 

 

A BE e os seus utentes

 

Como fazer uma pesquisa:
- Seleccionar o termo de pesquisa: do conjunto de campos (autor, título, assunto, palavra) preencher o termo de pesquisa correspondente.

- O nome do autor deve ser sempre pesquisado na forma invertida.
Exemplos: Saramago, José; Andersen, Sophia de Mello Breyner

- O título deverá ser escrito com exactidão.

- No assunto poderá ser escrita uma expressão ou palavra.

- Em caso de dúvida, no campo referente a “Autor”, “Título” ou “Assunto”, pode pesquisar-se a partir do campo “Palavra”.

- Clicar em pesquisar.

O catálogo permite aceder a todos os documentos existentes na Biblioteca.